As melhores ofertas escolhidas especialmente para você!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Semeando a parábola do Semeador

images (9)  
Marcos 4
1 Outra vez começou a ensinar à beira do mar. E reuniu-se a ele tão grande multidão que ele entrou num barco e sentou-se nele, sobre o mar; e todo o povo estava em terra junto do mar.
2 Então lhes ensinava muitas coisas por parábolas, e lhes dizia no seu ensino:
3 Ouvi: Eis que o semeador saiu a semear;
4 e aconteceu que, quando semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho, e vieram as aves e a comeram.
5 Outra caiu no solo pedregoso, onde não havia muita terra: e logo nasceu, porque não tinha terra profunda;
6 mas, saindo o sol, queimou-se; e, porque não tinha raiz, secou-se.
7 E outra caiu entre espinhos; e cresceram os espinhos, e a sufocaram; e não deu fruto.
8 Mas outras caíram em boa terra e, vingando e crescendo, davam fruto; e um grão produzia trinta, outro sessenta, e outro cem.
9 E disse-lhes: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.
10 Quando se achou só, os que estavam ao redor dele, com os doze, interrogaram-no acerca da parábola.
11 E ele lhes disse: A vós é confiado o mistério do reino de Deus, mas aos de fora tudo se lhes diz por parábolas;
12 para que vendo, vejam, e não percebam; e ouvindo, ouçam, e não entendam; para que não se convertam e sejam perdoados.
13 Disse-lhes ainda: Não percebeis esta parábola? como pois entendereis todas as parábolas?
14 O semeador semeia a palavra.
15 E os que estão junto do caminho são aqueles em quem a palavra é semeada; mas, tendo-a eles ouvido, vem logo Satanás e tira a palavra que neles foi semeada.
16 Do mesmo modo, aqueles que foram semeados nos lugares pedregosos são os que, ouvindo a palavra, imediatamente com alegria a recebem;
17 mas não têm raiz em si mesmos, antes são de pouca duração; depois, sobrevindo tribulação ou perseguição por causa da palavra, logo se escandalizam.
18 Outros ainda são aqueles que foram semeados entre os espinhos; estes são os que ouvem a palavra;
19 mas os cuidados do mundo, a sedução das riquezas e a cobiça doutras coisas, entrando, sufocam a palavra, e ela fica infrutífera.
20 Aqueles outros que foram semeados em boa terra são os que ouvem a palavra e a recebem, e dão fruto, a trinta, a sessenta, e a cem, por um.


Vamos semear um pouco…
Todo aquele que ensina, deve guardar bem esta parábola.
Um semeador saiu a semear… Vai ele caminhando cheio de boa vontade, tentando passar seus conhecimentos, querendo contribuir com o progresso da humanidade!
Ele enquanto semeava, suas palavras cairam pelo caminho e vieram aves e comeram-nas… ou seja, muitas pessoas que estavam ali pelo caminho, ouviram e até acharam muito interessante, de repente elas até elogiaram o Semeador: – Nossa, como o Senhor fala bonito! Como tem sabedoria! – Mas, passou um tempo e elas esqueceram tudo que o Semeador havia dito e começaram agir de modo que nunca tiveram adquirido aquele conhecimento, onde acabaram se perdendo!
Mas o semeador não desistiu, até tomou conhecimento do que houvera acontecido com aquele povo do caminho, mas continuou seu trajeto sem reclamar! Foi quando encontrou um povo estranho, até paravam para ouví-lo, mas reclamavam que tinham muitos afazeres, que aquelas palavras eram bonitas mas eram difíceis para serem colocadas em prática! Percebeu que ali as pessoas eram muito endurecidas, mesmo vivendo de uma maneira complicada, não tinham força de vontade o suficiente para mudar e assim aconteceu, o semeador semeou mas a sua semente naquele terreno não conseguiu render nada.
O semeador incansável passou por lugares onde a tristeza imperava, lá havia muita luxúria, vaidade e cobiça, mas as pessoas apesar de quererem ser felizes eram muito ligadas ao lado material. Elas ouviram tudo mas preferiram deixar tudo com estava porque o dinheiro era mais importante do que tudo!
O semeador insistente encontrou terras boas, lançou a sua semente e a viu multiplicar, pois daquelas sementes nasceram belas árvores e elas deram frutos, destes frutos foram lançadas novas sementes que continuaram o trabalho do semeador…
E você? Tem persistência na hora de semear? Semear não é impor… É gotejar respeitando que o outro tem suas próprias vontades… Nem sempre o que é bom para nós é bom para os outros… Semeie, com paciência, veja que o semeador não obrigou ninguém a nada…. Semeava e seguia adiante, assim que devemos fazer, evitando se envolver demais com os problemas alheios, ajuda é ajuda, não é intromissão! Pense nisto, muita paz!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário (Será postado somente após moderação):

Pesquisar este blog